domingo, julho 12, 2009

DMB

Dia 11 de Julho, 23h30, chego à bilheteira do Optimus Alive sozinho e digo: Quero um bilhete para a Dave Matthews Band; Responde-me a senhora: Só há bilhetes gerais, todos ao mesmo preço; Eu digo: Tá bem! Então quero um bilhete para Dave Matthews Band; Comprado o bilhete entro no recinto e tento não prestar muita atenção ao facto de que estão a tocar as ervilhas d'olhos negros. Ligo aos amigos que já lá estavam e assim que a dita banda acaba de tocar dirigimo-nos para um local bem perto do palco, do lado esquerdo da câmara rotativa. Alguém lembra que é quase meia-noite, hora programada para o início da Banda, e sente-se um arrepio daqueles que antecedem os grandes momentos, que os adivinham, da mesma forma que adivinhei há exactamente um ano no mesmo local, antes dos Rage me fazerem ter dezasseis anos outra vez. Pelas 00h05 do dia 12 de Julho de 2009, Dave Matthews e A Banda subiram ao palco montado à beira-Tejo e o que se passou a seguir carece de entradas lexicais que o consigam explicar ou descrever. Digamos só que pelas 02h40, hora em que esses senhores se recolheram em definitivo, eu devia estar com um sorriso parvo de orelha a orelha a pensar: e se tivesse faltado a isto?

2 comentários:

Sara S. disse...

Lucky you :)

Brigitte disse...

Inveja......o que nos valeu foram os Pasteis de Belem!!!

:)